O que é ATM ?


ATM é abreviação de articulaçao temporomandibular, essa articulaçao esta presente bilateralmente em nosso rosto, frente a cada orelha e articula a mandíbula com o crânio. É responsável pelos movimentos da boca assim como: abertura, fechamento, movimentos laterais, mastigação, deglutição, fala e movimentos de expressão facial.

Disfunção ATM

A disfunção ATM, é uma doença pouco conhecida. São lesões causadas por hábitos nocivos, e repetitivos como: mascar chicletes, roer unhas, apertar os dentes, morder lábios, macro e micro traumas, má postura de cabeça, má postura no trabalho, qualidade do sono deficiente, excesso de cafeína, pouca ingestão de água, sedentarismo, dor e bruxismo (ranger dos dentes). Como os sintomas são muito subjetivos e podem estar ligados a outros problemas médicos (depressão, problemas otológicos ou reumatológicos), o dentista muitas vezes é o último profissional da saúde a ser procurado e pela demora em buscar o tratamento adequado, a doença se torna crônica.

 

Quais os principais sinais e sintomas da disfunção ATM ?

» Dor de cabeça relacionada com o desequilíbrio dos músculos da mastigação.
» Dificuldade em abrir a boca
» Abertura de boca limitada.
» Dor de ouvido e nas áreas próximas.
» Dor e pressão atrás dos olhos.
» Estalos  ou sensação  de desconforto ao abrir e/ou ao fechar a boca.
» Dor ao bocejar, ao abrir a boca e ao mastigar.
» Travamento de boca aberta e/ou fechada.
» Fadiga dos músculos da mastigação e/ou uma brusca mudança repentina no modo de encaixar os dentes.
» Bruxismo (ranger dos dentes).
» Alguns tipos de zumbido.

* Comentários sobre o zumbido – A atuação do especialista na área da ATM, também poderá  tratar alguns tipos de zumbido  no ouvido, quando este estiver relacionado com alterações dos músculos da mastigação  ou perda de elementos dentais, podendo assim alterar estruturas anatômicas que estão diretamente relacionadas com a orelha média e o sistema auditivo. Na presença dessas alterações devemos interagir com profissionais de áreas afins (neuro ou otorrino). O tratamento nesses pacientes tem demonstrado eficácia, devolvendo o bem estar e a qualidade de vida, o que é sempre nosso principal objetivo.

 

ATM – Fatores desencadeantes da doença:

Traumas / ATM : dependendo da intensidade e duração pode considerá-lo macro trauma ou micro trauma.  Entendemos por macro trauma aquele que ocorre Com maior intensidade e por curto período de tempo como exemplo podemos citar alguns como: acidente de carro, queda com trauma de cabeça ou face etc. O micro trauma, é de menor intensidade e com um maior tempo de exposição  a ele, como exemplo podemos citar: mascar chiclete, postura anteriorizada de cabeça , má postura no sono, bruxismo durante o sono, apertamento dental etc.

Má postura / ATM : favorece a anteriorizaçao da cabeça e ombros, provocando um desequilíbrio e fadiga na musculatura de sustentação da cabeça. O que poderá ser um fator perpetuante na disfunção ATM.

Hábitos parafuncionais / ATM : São hábitos exercidos no dia a dia do paciente com um aumento da função muscular, chamada de hiperatividade muscular, provocando a fadiga muscular. Como exemplos podem citar: mascar chiclete, onicofagia (roer unhas), labiofagia (morder lábios), morder caneta, sucção do lábio inferior e/ ou superior, má postura ao deita no sofá, ao assistir televisão, durante os estudos e leitura, falando ao telefone, etc. Estes maus hábitos podem ser agravar a doença se somarmos o efeito do estresse emocional e ansiedade.

Qualidade do sono / ATM : A má qualidade do sono influência diretamente as: disfunções mandibulares, dores orofaciais e as cefaléias. O paciente com dtm e dor orofacial tem um sono de baixa qualidade, (fase I e II), fase REM onde o paciente leva o estresse do dia a dia com um acordar cansado.  Já em fases mais profundas como III e IV, onde as ondas  cerebrais  são mais lentas, acredita-se que nestas fases haja  reparação celular  e presença de substancias  essências ao nosso bem estar como: substancias P, serotonina, cortisol etc.

Condicionamento físico / ATM : A falta de atividade física aeróbica e de alongamento muscular predispõe a uma maior possibilidade no aparecimento de dtm e dor orofacial, até pela falta de oxigenação tecidual, com pior condição de reparação na fadiga muscular causada pela má postura, atividades parafuncionais e aumento do tônus muscular pelo comprometimento do sistema nervoso central em casos de estresse e dor.

Alimentação / ATM : os hábitos alimentares saudáveis estão diretamente relacionados à melhor defesa orgânica contra a dor e a produção de antioxidantes, favorecendo a eliminação de radicais livres, responsáveis pelo desenvolvimento de desordens articulares e musculares. A deficiência do Cálcio (Ca) no organismo que favorece o aparecimento de dores musculares.

Ingestão de água / ATM : A orientação ao paciente em relação ao consumo de água é de fundamental importância, pois a falta de água no organismo provoca o aparecimento de pontos álgicos (doloridos) na musculatura, e o aumento da viscosidade do liquido sinovial (líquido presente dentro da articulaçao temporomandibular – ATM, diminuindo a eficiência da engrenagem desta articulaçao.

Ingestão de cafeína / ATM : A cafeína substancia encontrada tanto no café com em refrigerantes, chocolates e até em alguns medicamentos analgésicos. Estes pacientes que ingerem uma quantidade anormal  de cafeína, apresentam o  sistema nervoso central  estimulado, alterando a qualidade do sono, e induzindo  ao bruxismo noturno. Afetando atividades metabólicas e cardiovasculares.

Fatores psicológicos / ATM : O estresse, a ansiedade, depressão são fatores que levam ao comprometimento mental e físico, pois já comprovado cientificamente que estes levam a diminuição da concentração de neurotransmissores do sistema nervoso central, agindo diretamente na  diminuição da dor e  interrupção do sono.

Bruxismo / ATM : é uma atividade parafuncional, que se manifesta através da realização de movimentos anormais e repetitivos da boca, como por exemplo, o apertar e ranger dos dentes. O aparecimento de fortes dores de cabeça e desgaste dos dentes podem ser sinais ou sintomas do bruxismo. Ele pode ser diurno ou noturno. Quando noturno é caracterizado por um som em que a pessoa que está dormindo emite fazê-lo. As causas ainda são desconhecidas, mas hoje é classificado como uma doença  do distúrbio do sono.

Dor / ATM : Hoje a dor deixa de ser apenas um sintoma para se tornar também um importante fator na causa de alguns tipos de alterações no sistema nervoso central.  Como por exemplo, a cronicidade da dor causada pela presença de estímulo constante.

 

Diagnóstico da Disfunção ATM

O diagnóstico deve ser feito por um profissional especialista em ATM e Dor orofacial que estará apto em realizar um diagnóstico diferencial de todas as outras dores que se manifestam nesta área, tratá-la o que for de seu âmbito (dores de cabeça relacionadas à ATM e aos músculos da mastigação), e encaminhar o que não for para outras especialidades.

E só um profissional especializado em ATM pode entender os mecanismos da dor e interpretá-la nos seus aspectos subjetivos, pois esses são os mais importantes a serem considerados no diagnóstico elaborado pelo profissional, pois a dor, sendo subjetiva, sua intensidade  varia de acordo com o individuo,com seu estado emocional e com a  sua doença.

Portanto a capacidade em diagnosticar, tratar e controlar as dores que se manifestam no complexo orofacial, principalmente no caráter crônico e  no controle das dores  originadas nos músculos da mastigação e na articulação temporomandibular  é de responsabilidade deste profissional especialista em ATM e DOF.

 

Tratamento / ATM :

Embora se trate de uma doença que pode causar dores de cabeça terríveis durante anos, o tratamento para esta doença, quando bem diagnosticada, se torna eficaz.

Com uma avaliação clínica bem realizada, que conste de técnicas específicas de diagnóstico, nas quais o especialista em ATM irá explorar e analisar de uma maneira ordenada as queixas de dor de cabeça do paciente, recomendando o tratamento necessário não só na sua área como também encaminhando o paciente para outros profissionais.

Geralmente o tratamento é conservador, feito por meio de um conjunto de terapias eficazes no controle da dor e de outros sintomas. Na maioria dos casos é necessária a interação de uma equipe multidisciplinar para o melhor entendimento e condutas específicas nas áreas de: neurologia, psicologia, reumatologia, otorrinolaringologia, endocrinologia e fisioterapia.

O especialista em ATM deve estar apto a diagnosticar todas as dores orofaciais, tratando as que estejam relacionadas a sua área de atuação e encaminhando o paciente quando o tratamento demandar a intervenção de outro profissional de saúde. Só após a avaliação conjunta e simultânea, será realizada a terapia.

 

Como posso fazer para prevenir da ATM ?

Quando falamos em prevenção da ATM, temos a certeza que esta seria a melhor maneira de evitar dor. Para facilitar citaremos de forma objetiva alguns itens de relevância na obtenção de uma vida saudável e distante da dor.

Fique atento com seus hábitos parafuncionais como: apertamento dental, mascar chicletes, roer unhas, morder lábios etc. Estes movimentos alem de serem desnecessários irão causar fadiga na sua musculatura.

Atenção a sua postura corporal, ao: sentar, trabalhar, usar o computador, deitar no sofá, na utilização do telefone, ao dormir etc.

» Uma boa qualidade de sono.
» Bom condicionamento físico.
» Boa hidratação (água)
» Alimentação correta e regular ( 3 em 3 horas)
» Não ingestão de álcool.
» Respiração adequada.
» Aprender a lidar com o estresse e com a ansiedade.
» Ter horas para algum laser.

Saiba mais sobre: Disfunção ATMTratamento ATM

 

Higiene dental infantil

 

Algumas recomendações para higiene dental na infância:

 

  • Lavar as mãos antes da escovação ou limpeza dos dentes.
  • Antes do nascimento dos dentes do bebê, recomenda-se a limpeza das gengivas com gaze embebida em água filtrada, pelo menos uma vez ao dia.
  • A partir do nascimento do primeiro dente, por volta dos 4 meses de idade, recomenda-se o uso de escovas de silicone para bebês1.
  • Os dentes devem ser escovados pelo menos duas vezes ao dia, de preferência após as refeições e antes de dormir.
  • A escova de dente deve ser de uso individual.
  • Usar uma escova de dente com o tamanho da cabeça compatível com a arcada dentária.
  • Recomenda-se escovas de cerdas macias, cabo anatômico, boa empunhadura e poucas reentrâncias, evitando cabos com muitos desenhos e detalhes que possam acumular resíduos e bactérias.
  • A pasta de dente também merece atenção. Até os seis anos de idade, o ideal é usar pastas que não contenham flúor, já que as crianças engolem 30 a 70% das pastas e o excesso de flúor pode causar manchas permanentes nos dentes, a chamada fluorose. Pelo mesmo motivo, devem ser evitadas as pastas com sabores artificiais. (Pastas sem flúor podem ser encontradas em farmácias de manipulação ou em lojas especializadas na venda de produtos dentários).
  • Colocar uma pequena quantidade de pasta na escova – tamanho de um grão de ervilha.
  • Escove os dentes com movimentos leves, deixando a escova ligeiramente inclinada em relação à gengiva, fazendo movimentos de cima para baixo na arcada superior, de baixo para cima na arcada inferior e de vai-e-vem na superfície mastigatória dos dentes. Não esqueça de escovar a língua para remover as bactérias que podem causar o mau hálito.
  • Após o uso, deve-se lavar bem a escova e eliminar o excesso de água com uma pequena batida no canto da pia. Enxugá-la na toalha não é adequado.
  • O melhor local para guardar a escova dental é dentro do armário, longe das bactérias e insetos que podem circular pelo banheiro.
  • É importante usar o fio dental depois da escovação para retirar a placa e os restos de alimento que ficam entre um dente e outro. Use-o pelo menos uma vez ao dia. Os dentistas recomendam iniciar o uso de fio dental quando a criança estiver com os primeiros oito dentes.
  • Deve-se trocar de escova a cada dois ou três meses, mas no caso de crianças pequenas (que às vezes mordem as cerdas e o cabo), o melhor é a troca mensal, ou sempre que as cerdas estiverem deformadas.
  • É também recomendada a aplicação de um desinfetante na escova, como antissépticos ou enxaguantes bucais, que  podem ser borrifados na escova antes de ser guardada. Fazer uma lavagem pré-escovação para retirada das bactérias mortas.
  • Todas as crianças devem fazer um controle periódico com um odontopediatra pelo menos uma vez ao ano. Este profissional poderá orientar sobre as dúvidas com a limpeza dos dentes, o uso de chupetas e mamadeiras, a troca da dentição de leite pela permanente ou qualquer outra questão sobre saúde bucal.
  • Muitas crianças gostam de fazer a escovação sozinhas e é importante que esta independência seja respeitada. Mas um adulto deve refazer a limpeza pelo menos uma vez ao dia até que a criança esteja com aproximadamente 7 anos.
  • Estimule seu filho a cuidar dos dentes de bonecos ou bichinhos de estimação. Converse sobre a importância da limpeza diária dos dentes enquanto ele faz a “escovação” desses bonecos. Isso ajuda na conscientização da saúde bucal.
  • Além de todos esses cuidados, é recomendada a restrição de açúcares a qualquer hora do dia. O melhor momento de oferecer doce às crianças é após o almoço.
  • Sempre escove os dentes após o consumo de alimentos adocicados.
  • Quando uma criança resistir à limpeza dos dentes, não a force ou repreenda. Converse e tenha paciência. Isso não será sempre assim. Peça à criança para beber um pouco de água para que a boca seja pelo menos lavada. Aos poucos ela vai aprender que deve cooperar.